Equipe do Interlegis já visitou seis estados e firmou parceria com assembleias legislativas

por Tâmara Gonçalves — publicado 22/04/2010 17h06, última modificação 22/04/2010 18h05
Seis estados já foram visitados pela equipe do Interlegis com vistas a firmar acordo de parceria com as assembléias e reunir as câmaras que aceitaram o convite para participarem do Projeto de Modernização do Legislativo


A proposta do Interlegis II para modernizar o legislativo brasileiro têm sido apresentada a presidentes de assembléias e câmaras, vereadores e servidores dos diversos municípios brasileiros. Os estados de Goiás, Rio Grande do Sul, Tocantins, Amazonas, Salvador e Espírito Santo receberam entre março e abril representantes do Interlegis que esclarecem os objetivos, abrangência e perspectivas do Programa de Modernização.  

Após a reunião de sensibilização é assinado um acordo de parceria com a assembléia. No encontro comparecem as câmaras que aceitaram o convite e se dispuseram a receber uma equipe do Interlegis para o trabalho de diagnóstico, que faz parte do Projeto de Modernização do Legislativo.

Segundo o diretor da Subsecretaria de Formação e atendimento à Comunidade do Legislativo, James Carvalho, que realizou sensibilização na Assembléia Legislativa do Espírito Santo na última quinta-feira (15), “o Programa de Modernização do Legislativo começa com as ações de sensibilização e é uma das ações prioritárias do Programa Interlegis II, a resposta e a participação dos municípios têm sido satisfatória”, avalia o diretor. 
O PML abrangerá  diversas áreas e proporcionará aquisição de novos servidores de rede, na área de tecnologia, ampliação de cursos presenciais e pela internet, na área de capacitação e o aprimoramento dos sistemas de gestão e softwares administrativos já existentes. “A novidade é que na última terça-feira (20), o pregão eletrônico que definiu a empresa ganhadora para compra de equipamentos de videoconferência do Interlegis foi realizado. Com isso, as Assembléias serão contempladas com o PML”, ressalta Carvalho. 
O contrato com a empresa ganhadora do pregão eletrônico prevê que ela terá prazo de sessenta dias para instalar e colocar em funcionamento os equipamentos nas 26 assembléias legislativas, na Câmara Distrital e na sede do Programa Interlegis. 
 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.