Seminário debate o Continente Antártico e sua influência nas mudanças climáticas

por guilhermeguedes — publicado 07/05/2008 13h20, última modificação 13/05/2008 14h25
No dia 07 de maio, o evento promovido pelo Senado Federal e pelo Comando da Marinha promove a discussão de temas relacionados ao continente gelado

O Senado Federal, em pareria com o Comando da Marinha, promoveu na o seminário sobre o Continente Antártico e sua influência nas mudanças climáticas globais, no Auditório Senador Antônio Carlos Magalhães, na sede do Programa Interlegis. Com palestras sobre o papel da Antártica nas mudanças no clima e a atuação do Brasil nas questões relacionadas, os painéis foram debatidos entre parlamentares, especialistas, cientistas e estudantes.

A mesa de abertura do evento foi composta pelo presidente do Senado Federal, Garibaldi Alves, o senador Renato Casagrande, o  senador Cristovam Buarque, a deputada federal Maria Helena, o diretor-geral do Senado Federal, Agaciel Maia, o secretário executivo do Ministério da Ciência e Tecnologia, Luiz Antônio Rodrigues, e o secretário da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar, o almirante Francisco Ortiz.

O senador Renato Casagrande, relator da Comissão Mista de Mudanças Climáticas, abriu a mesa destacando a inclusão do seminário nas ações do Ano Polar Internacional, um grande conjunto de ações científicas focadas no polo Ártico e Antártico no biênio 2007-2009. O senador também ressaltou a importância de manter as questões relacionadas aos problemas climáticos mundiais sempre em debate.

O presidente do Senado Federal, senador Garibaldi Alves, sublinhou a urgência na resolução dos problemas ambientais. Garibaldi ainda pediu maior divulgação de informações concretas a respeito do assunto, ressaltando a importância do continente antártico no equilíbrio climático do planeta. "Há tempos não havia alterações como essas", disse."Mudanças [na região antártica] podem gerar tragédias ambientais de amplitudes ainda não conhecidas".

O senador Cristovam Buarque, presidente da Frente Parlamentar em prol do Programa Antártico Brasileiro, pediu a mudança do modelo de desnvolvimento. Segundo o senador, a humanidade atravessa um período de "aquecimento do planeta e esfriamento da consciência". Buarque propôs a reavaliação das prioridades de mercado. "Como vamos ser ecológicos enquanto produzimos carros na escala em que vêm sendo produzidos?", questionou. Segundo o senador, o debates e maiores informações acerca do tema tornarão melhor a relação de todos com o planeta. Ao fim da mesa de abertura, o secretário executivo do Ministério da Ciência e Tecnologia, Luiz Antônio Rodrigues, detalhou a atuação e os planos futuros do ministério nas questões relacionadas à Antártica.

O seminário seguiu com a introdução do primeiro painel, "O Papel da Antártida nas Mudanças Climáticas Globais", feita pela deputada Maria Helena, vice-presidente da Frente Parlamentar em prol do Programa Antártico Brasileiro. Os palestrantes foram os professores doutores Jefferson Simões, Carlos Garcia, Ilana Wainer e Alberto Setzer, moderados pelo jornalista Sérgio Abranches.

Exposição
Além da exibição de filme, do lançamento de livros e palestras, o Programa Antártico Brasileiro disponibilizará até a sexta-feira (09), uma exposição de maquetes do Refúgio Emílio Goeldi, da Estação Antártica Comandante Ferraz (EAFC), na sede do Interlegis. Também estarão expostos outros objetos, como veículos de neve e barracas de acampamento. Durante toda a exposição equipes da Marinha ficarão à disposição para tirar dúvidas sobre o programa e fornecer informações a respeito do tema.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.