Documento do Parlamento Jovem foi aprovado com 27 propostas

por brendaortiz — publicado 12/06/2007 13h56, última modificação 12/06/2007 13h57
O documento tem 27 propostas de ação para o poder público, relacionadas ao tema Educação: Inclusão e Qualidade

Foi aprovado nesta segunda-feira (11), na sessão final do Parlamento Jovem 2007, o documento com 27 propostas de ação para o poder público, relacionadas ao tema Educação: Inclusão e Qualidade.

 

Durante toda a tarde da segunda-feira, os participantes do projeto, 130 estudantes do ensino médio de sete escolas de Belo Horizonte e 15 alunos do Curso de Ciências Sociais da PUC Minas, discutiram e votaram as propostas, que incluíam, entre outras sugestões, a obrigatoriedade da utilização das escolas das redes de ensino pública e privada, em horário integral ou finais de semana, para oferta de cursos extracurriculares. E também a inclusão das disciplinas de filosofia e sociologia no currículo da 5ª série. Ampliação do programa Comunidade Viva/Escola Ativa; e garantia de um espaço fixo nas escolas para realização das atividades do grêmio estudantil.

 

O Parlamento Jovem é uma parceria entre a Assembléia Legislativa de Minas Gerais e a PUC Minas, por intermédio da Escola do Legislativo e do curso de Ciências Sociais. Participam também dessa edição sete escolas do ensino médio de Belo Horizonte: Colégio Santo Antônio, Colégio Batista Mineiro, Escola Estadual Governador Milton Campos, Escola Municipal Caio Líbano Soares, Escola Municipal Imaco, Colégio Frei Orlando - Unidade Carlos Prates e Colégio Frei Orlando - Unidade Alípio de Melo.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.