CGU quer parceria com o ILB/Interlegis

Objetivo é ampliar programas de transparência e acesso à informação, inclusive para as Câmaras Municipais

Nesta quarta-feira, dia 5, uma reunião entre a Controladoria Geral da União (CGU) e o Interlegis/ILB discutiu uma parceria para ampliar os canais de transparência à disposição de órgãos do Legislativo e do Executivo em todo o país. O Coordenador-Geral de Fomento ao Fortalecimento da Gestão e Controle Social da Secretaria de Prevenção da Corrupção e Informações Estratégicas, Edward Borba, propôs que  o Interlegis/ILB participe na capacitação de servidores que a CGU faz para o programa Brasil Transparente, que oferece cursos para os agentes públicos trabalharem com a transparência e o acesso à informação.

Para Borba, a união traz benefícios para sociedade brasileira, pois os dois órgãos poderão levar conhecimento, transparência e o acesso àinformação para todo o Brasil. “Contar com essa parceria do ILB vai proporcionar uma aceleração desse processo e com grande qualidade por causa de sua forte tradição, tanto na área de educação quanto de apoio aos municípios”, comentou.

Na reunião, discutiu-se também a possibilidade do Sistema Eletrônico do Serviço de Informação ao Cidadão (e-SIC), desenvolvido pela CGU, ser disponibilizado pelo Interlegis para as câmaras municipais. A ferramenta permite que qualquer cidadão solicite informações em órgãos públicos e acompanhe o pedido por meio de um número de protocolo. Além disso, é possível acompanhar a implementação da Lei de Acesso à Informação e produzir estatísticas sobre o seu cumprimento.

O diretor-executivo do Interlegis/ILB, Helder Rebouças, disse que “o fato de levarmos um produto desses para as câmaras municipais e estaduais economiza recursos e colabora com o legislativo na questão de fomentar a participação e a transparência”.

Além de Rebouças, estavam presentes os diretores do ILB Carlos Stuckert, Ilana Trombka, João Pederiva e Araújo Júnior, além dos servidores Carlos Escosteguy, Sesostris Vieira e Elida Costa.