Escola do Legislativo de Caruaru quer parceria com Senado

por Valeria Castanho publicado 31/05/2017 11h55, última modificação 02/06/2017 16h53
presidente da Escolegis quer ajuda do ILB/Interlegis para criar agenda anual de cursos
Escola do Legislativo de Caruaru quer parceria com Senado

João Américo com a advogada Ângela Ferreira, em encontro com Florian Madruga, presidente da Abel

A realização de uma parceria entre a Escola Legislativa Ministro Fernando Lyra (Escolegis), de Caruaru (PE), com o Instituto Legislativo Brasileiro (ILB), do Senado Federal. Esse foi o motivo que levou o presidente da Escolegis e consultor jurídico da Câmara de Vereadores de Caruaru, João Américo Rodrigues de Freitas, à sede do ILB, na manhã desta quarta-feira (31).

Acompanhado da esposa, a advogada Ângela Ferreira, João Américo conversou com o servidor do Interlegis, Janary Nunes, sobre os cursos e as oficinas promovidos pelo Programa Interlegis, do Senado Federal, para a modernização e integração do Poder Legislativo. Depois, os dois representantes de Caruaru estiveram com o presidente da Associação Brasileira das Escolas do Legislativo e de Contas (ABEL), Florian Madruga, para conversar sobre escolas do legislativo e educação cidadã.

João explicou que a Escolegis foi inaugurada em 2015, mas somente ministrou dois cursos até hoje, que foram de Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL) e de Boas Práticas na Administração Pública, ambos promovidos pelo Interlegis. Segundo o presidente da escola, a ideia é reativar a escola e levar mais cursos de forma permanente. “Queremos criar uma agenda positiva anual para ter essa educação continuada”, explicou João Américo.

O presidente da Abel afirmou que as escolas do legislativo de todo o Brasil estão percebendo a importância da educação cidadã, com cursos não só voltados para os servidores e parlamentares, mas também para toda a sociedade. Florian Madruga sugeriu a realização de uma sessão solene, na Câmara de Caruaru, para a instalação oficial e reativação da Escolegis, e, a partir daí, o início da agenda anual de cursos. “Hoje, as casas legislativas estão trazendo os estudantes e professores para dentro das câmaras e assembleias, por meio da educação cidadã”, afirmou o presidente da Abel.

Florian explicou ainda que, com essa receita simples, todos saem ganhando: “ a educação cidadã ajuda para que os vereadores saibam quais são suas atribuições e para que o cidadão conheça melhor o papel do parlamentar”, concluiu Florian Madruga, servidor do Senado e um dos criadores do ILB.

 

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.