Cursos Interlegis de cerimonial foram muito requisitados em 2016

por lborges(edição);virginabarb — publicado 18/01/2017 12h30, última modificação 20/01/2017 16h28
Parceria com Escolas do Legislativo, Câmaras e Assembleias capacitou centenas de servidores

O Instituto Legislativo Brasileiro (ILB), por meio do Programa Interlegis, realizou um extenso trabalho em 2016 para modernizar as casas legislativas de todo o País. Entre as diversas atividades oferecidas, uma das mais requisitadas, provavelmente pela proximidade da posse de vereadores e prefeitos eleitos em outubro, foi a Oficina de Cerimonial no Ambiente Legislativo. O treinamento capacitou mais de trezentos alunos, entre vereadores, servidores de Câmaras e Assembleias Legislativas e funcionários de prefeituras.

Muitas vezes, os cursos foram feitos por meio de parcerias entre o Interlegis e as Escolas do Legislativo; ou diretamente com as casas. Seu objetivo, em linhas gerais, é instruir sobre como receber autoridades e o comportamento e a postura de servidores e parlamentares, além de temas mais específicos, como: introdução e noção sobre cerimonial público, a base legal (prevista na Lei Orgânica e no Regimento Interno), a organização dos eventos, procedências e cuidados com as cerimônias de posse.

O treinamento foi ministrado pelo Coordenador de Formação e Atendimento à Comunidade do Legislativo (COFAC) do Programa Interlegis, Francisco Etelvino Biondo. Relações Públicas e cerimonialista, Biondo foi também responsável pela organização de algumas cerimônias de posses presidenciais.

Abrindo os trabalhos, a Câmara Municipal de Suzano, SP, entre os dias 5 e 6 de maio, comportou representantes de 10 Câmaras Municipais, da Assembleia Legislativa e uma representante de Jaraguá do Sul, Santa Catarina, para participarem do curso. Foram mais de 30 participantes e inúmeros elogios ao trabalho realizado. Segundo o presidente da Câmara de Suzano “modernizar a Câmara é a nossa meta e o Interlegis tem nos auxiliado muito para alcançarmos nosso objetivo”.

Outra Câmara que também solicitou o curso de cerimonial foi a Câmara Municipal de Campo Grande (MS). Em junho, vereadores e servidores do Estado receberam o instrutor Francisco Etelvino Biondo para a oficina de capacitação. No mesmo mês, entre os dias 28 e 30, em parceria com a Escola do Legislativo do Estado do Rio de Janeiro, o curso foi tão procurado – foram mais de cem inscrições – que chegou a ser necessário transferir o local de sua realização.

No mês de agosto, de 16 a18, o curso atraiu não só os servidores da Assembleia e de Câmaras acreanas, como também o presidente da Câmara municipal de Rodrigues Alves, Antônio Matos da Silva. Na ocasião, foram mais de 60 pessoas presentes.

 

 

Preparando a posse

 

No mês de novembro, o Interlegis teve o apoio da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Norte e da Associação Brasileira de Profissionais de Cerimonial, para realizar o curso, que aconteceu no dia 18, com a presença de mais de 80 alunos. A parceria se estendeu ainda ao Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte, preocupado em preparar a cerimônia de posse dos eleitos em outubro.

No dia 28, a parceria firmada com a Associação de Câmara e dos Vereadores do Vale do Itapococu (AVEVI), preparou uma programação com vistas a que os vereadores eleitos de Santa Catarina pudessem exercer seus mandatos com eficiência. Entre as palestras, também havia uma sobre cerimonial.

A Câmara Municipal de Betim (MG) nos dias 7 e 8 de dezembro, promoveu o curso de cerimonial no Plenário do Poder Legislativo betinense. Na ocasião, estavam presentes delegações de vários municípios do interior de minas e da Região metropolitana de BH. Ao todo foram cerca de 50 inscritos. Ainda em dezembro, de 13 a 16, a Câmara Municipal de Campinas (SP) sediou a última oficinal de cerimonial do ano.

Para Biondo, a procura pelo curso se explica pela necessidade que as pessoas que lidam com o cerimonial sentem de ter mais informações sobre como receber autoridades, como deve ser o comportamento e a postura de servidores e até dos próprios parlamentares. “A atuação destas pessoas também se reflete na imagem da instituição”, diz ele.

 

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.