Oficina Interlegis de Cerimonial em Blumenau reuniu servidores da Câmara e da Prefeitura

por Debora Silva Barroso Pais publicado 11/12/2017 18h40, última modificação 11/12/2017 18h43
Aproximadamente 60 alunos participaram do treinamento

Fonte: Assessoria de Imprensa da Câmara

Foto: Jessica de Morais

Cerca de 60 pessoas participaram, entre os dias 6 a 8 de dezembro, da oficina “Comportamento e Imagem Pública – Cerimonial no Ambiente Legislativo”, oferecida pelo Interlegis, Programa executado pelo Instituto Legislativo Brasileiro (ILB), do Senado Federal, em parceria com a Escola do Legislativo Fritz Müller da Câmara de Blumenau. A oficina, que teve  duração de 20 horas, aconteceu no plenário da Câmara de Vereadores de Blumenau. Ao final os participantes receberam certificados.

Entre os presentes estavam servidores públicos do Poder Legislativo de Blumenau e da Prefeitura de Blumenau, como assessores e estagiários de gabinete de vereadores da cidade, jornalistas, recepcionistas, representantes de diversas secretariais e autarquias do município, além de servidores que trabalham com o setor de Cerimonial tanto da Câmara quanto da Prefeitura. Também participou um servidor de São Lourenço do Oeste.

Nos três dias de curso, o instrutor Francisco Etelvino Biondo, que é coordenador de Planejamento e Relações Institucionais do Instituto Legislativo Brasileiro (ILB) e do Interlegis, apresentou o histórico e definições do cerimonial, da etiqueta e do protocolo. Também apresentou a visão moderna do cerimonial, a sua tendência atual e a importância dele nas organizações modernas. Discorreu sobre como a mídia influencia e cria impacto no cerimonial e sobre apresentação pessoal; conduta e atitudes e como bem atender o público. Por fim, também apresentou e explicou sobre a legislação referente a cerimonial público e ordem geral de precedência no Brasil e no Legislativo. Para finalizar, falou dos Símbolos Nacionais.

Além do conteúdo expositivo, o instrutor também fez dinâmicas práticas e entregou apostilas aos participantes referentes ao conteúdo abordado. Segundo Biondo, a oficina teve como objetivos instrumentalizar melhor os participantes, rever conceitos, esclarecer dúvidas sobre pontos complexos e aprofundar temas, principalmente discutir a questão do cerimonial relacionada à precedência, que envolve a realização de todos os eventos. Além disso, apontou que outro propósito foi mostrar o cerimonial como o grande instrumento da área de comunicação para a consolidação da imagem pública da instituição.
A Escola do Legislativo trouxe este evento para ampliar o conhecimento dos servidores que trabalham com Cerimonial e que convivem em ambiente público, visto que é necessário a atualização dos conhecimentos ligados ao comportamento e imagem pública com a perspectiva de melhorar a tríade pública, a apresentação pessoal, a conduta e a atitude e para minimizar eventos adversos.

Aos presentes, o instrutor reforçou alguns itens que já conhecia e também ampliou outros, principalmente sobre a questão da precedência, na composição de mesas de honra. “Isso é importante para nós podermos organizar bem o cerimonial, para que as pessoas que estão sendo homenageadas e usando da palavra não se sintam num posto mais elevado ou menos elevado do que o outro, que também está participando da mesma solenidade. O objetivo é as pessoas entenderem que existe um escalonamento hierárquico e este deve ser cumprido”, apontou, acrescentando que o curso foi produtivo e que o instrutor conseguiu de forma clara transmitir os conhecimentos a todos.

A cerimonialista da Prefeitura de Blumenau, Marili Martendal, avaliou que o curso foi proveitoso, visto que o conteúdo valerá para o seu dia a dia de trabalho. “Esta oportunidade foi uma forma de nos atualizarmos porque o cerimonial, apesar de ter uma regulamentação da Presidência da República já de muitos anos, apresenta mudanças. Precisamos nos adaptar e nos aperfeiçoar para que o cerimonial seja cada vez de melhor qualidade”.

A relações públicas da Secretaria municipal Desenvolvimento Econômico, Inovação e Empreendedorismo, Nádia Michael, destacou a importância de ter pessoas de referência que trazem essas informações para todos. “Eu já tinha conhecimento deste conteúdo, mas também foi bom para que outras pessoas tenham acesso a este tipo de informação, tornando mais fácil o nosso trabalho na hora de fazer o cerimonial. Às vezes, as pessoas que participam do cerimonial desconhecem as regras de precedência e de ordem”, apontou.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.