Câmara de Vereadores de Joinville quer os produtos tecnológicos do Interlegis

por Debora Silva Barroso Pais publicado 28/08/2017 10h55, última modificação 28/08/2017 11h12

Preocupada com a otimização de recursos, a casa vai adotar as soluções gratuitas do Programa

 

Conveniada ao Interlegis desde 2001, mas sem utilizar nenhum dos produtos tecnológicos oferecidos gratuitamente para as casas legislativas no momento, a Câmara de Joinville (SC) quer agora implantar produtos Interlegis.  Em visita ao ILB nesta segunda (28/8), os servidores da Casa entregaram ofício solicitando SAPL, Hospedagem e Portal Modelo.

A Câmara de Joinville, desde o início do ano, tem nova Mesa Diretora. Sob a gestão do novo presidente, Fernando Krelling, a ordem é utilizar de forma racional os recursos. “Queremos soluções para o desenvolvimento técnico da câmara, com a redução de custos de investimento”, afirmou o diretor geral, Juliano Will, um dos representantes da casa catarinense que veio a Brasília. “Estamos primando pelo princípio da economicidade em todas as decisões que tomamos, com a análise detalhada dos custos a serem realizados”, completou.

Ao adotar o Sistema SAPL, que automatiza o processo legislativo, a Câmara irá imediatamente fazer uma economia de mais de 15 mil reais mensais, que gasta para receber um produto similar, que não atende completamente as necessidades da Casa. O diretor de TI, Israel Corrêa, contou que desde o início do ano buscava, no mercado, uma solução gratuita para essa necessidade específica do processo legislativo, mas foi em junho, durante uma feira do livro que os representantes da Câmara conhecerem o servidor do Senado, lotado no ILB, Luiz Carlos Brito dos Santos: “vi um estande da Escola do Legislativo da Câmara e fui lá conhecer o pessoal”, contou Luiz Carlos. A conversa acabou no agendamento da visita de hoje, na qual Luiz Carlos estava presente. Israel Corrêa completou: “a gente estava buscando uma solução e sabíamos que tinha boas opções gratuitas.  Agora que conhecemos o SAPL, queremos colocar para funcionar”.

Marilza Ferreira, diretora de Suporte Legislativo, destacou a importância que a adoção dos produtos Interlegis, em especial do SAPL, terá no dia-a-dia da Casa Legislativa. “Desde 2010 sentimos na pele toda a dificuldade de se ter um sistema para atender nossa necessidade. Agora estamos aqui. Essa parceria representa uma economia importante para a Casa”, enfatizou.

Além de Luiz Carlos, os servidores do ILB Antônio Carlos Burity e Janary Nunes recepcionaram a comitiva catarinense. Durante a conversa, ficou acertado que em breve a casa irá sediar um Encontro Regional Interlegis, acompanhado de oficinas de capacitação.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.