Câmara de Montenegro recebe prêmio Portal Transparência

por Letícia Almeida Borges publicado 11/10/2018 16h44, última modificação 11/10/2018 16h44
Com produtos Interlegis, Câmara se destaca e já reuniu até 28 anos de alterações na Lei Orgânica

Texto publicado no portal da Câmara Municipal de Montenegro em 11/10:

 

A Câmara de Montenegro está empenhada no aperfeiçoamento de seu processo de trabalho, colocando ao alcance da população o maior número de informações possíveis. Através da sua equipe de servidores, trabalha no sentido de aproximar a comunidade do Poder Legislativo.

         No cumprimento de suas funções constitucionais: legislativa, fiscalizadora, administrativa ou deliberativa, assessoramento, julgadora ou judiciária. Para tanto, utiliza duas ferramentas disponibilizadas gratuitamente através do Programa Interlegis, do Senado Federal: o Sistema de Apoio ao Processo Legislativo – SAPL e o Portal Modelo (site).

         Segundo o Assessor de Comunicação Sílvio Kaél, com o uso desses instrumentos “houve um grande avanço na Câmara”. O Diretor Legislativo André Susin explica que, através do SAPL, foi possível executar a produção legislativa de forma ampla e moderna. O Programa mostra o histórico da produção de cada vereador, além do desempenho coletivo.

         No segundo semestre deste ano, em razão de seu site, a Câmara recebeu mais um importante prêmio, o Destaque em Boas Práticas de Transparência na Internet referente à avaliação de 2017. A entrega ocorreu durante o seminário “A Transparência como Ferramenta para Eficiência da Gestão Pública”, na Universidade de Caxias do Sul - UCS.

         O Vereador Neri de Mello Pena - “Cabelo”, que presidiu ano passado, avalia que o Prêmio, na verdade, foi uma coroação do trabalho realizado. “Nossa Câmara, com certeza, conta com uma das melhores equipes de servidores do estado”, comemora. Cabelo observa ainda que o quadro de servidores é pequeno, se comparado com o de outros Legislativos do porte de Montenegro.

Lei Orgânica e Regime Jurídico compilados

         Outro avanço no Legislativo montenegrino: a compilação da Lei Orgânica do Município e do Regime Jurídico dos Servidores. Na prática, isto permite que o cidadão encontre em um único local todas as modificações feitas nas leis, de forma simples e rápida.

         O Diretor Legislativo André Susin explica que o trabalho requereu ampla pesquisa nos arquivos da Câmara, em busca das primeiras Emendas à Lei Orgânica Municipal. “Estamos dando conhecimento ao público do texto da lei fundamental do município, com um conteúdo confiável, referenciando todas as alterações pelas quais passou nestes 28 anos de sua vigência”, comemora Susin. 

         O servidor participou em Brasília do curso gratuito oferecido pelo Interlegis, tratando dos mecanismos para a realização do trabalho.  A Lei Orgânica compilada, com as suas alterações nestes 28 anos, pode ser acessada no site: www.montenegro.rs.leg.br

                       

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.