Debate sobre controle de gastos públicos terá transmissão ao vivo nesta terça,11, pelo portal Interlegis

por Letícia Almeida Borges publicado 10/10/2016 18h05, última modificação 10/10/2016 18h05
Dois livros lançam luzes sobre o tema, importante para os gestores que assumem em 2017

Uma parceria entre a Universidade de São Paulo e o Instituto Legislativo Brasileiro (ILB) trará ao auditório Antônio Carlos Magalhães, do Programa Interlegis, especialistas para discutirem o tema da Controladoria no Setor Público. Além disso, serão lançados dois livros sobre o tema, que cada vez assume mais importância diante da necessidade de controle de gastos, transparência e eficiência das administrações.

A mesa redonda contará com a participação de Ana Carla Bliacheriene, professora dos cursos de Gestão de Políticas Públicas da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP e Diretora Geral de Recursos Humanos daquela universidade, ela própria autora de um dos livros, “Controle da Eficiência do Gasto Orçamentário” e co-autora do outro, “Controladoria no Setor Público”.

Mediado pelo diretor-adjunto do ILB, Paulo Viegas, a mesa-redonda também contará com o consultor do Senado, atualmente do Governo do Distrito Federal, Renato Jorge Brown Ribeiro, um dos coordenadores do livro sobre Controladoria. Além dele, devem participar: Carlos Maurício Ruivo Machado (CGU), Elen Duran da Silveira (CONAB) e Fernando Moutinho Ramalho Bittencourt (Senado).

Segundo os autores Ana Carla Bliacheriene, José Lima Santana e Renato Brown Ribeiro, não se pode conceber a administração pública sem controles. “Aliás, o descontrole administrativo sempre foi causa de descalabros. A democracia e o regime republicano exigem controles. Controle significa transparência. Significa zelo. Significa segurança para os cidadãos diante dos atos administrativos” – sustentam.

O volume “Controladoria no Setor Público” conta com artigos de 28 especialistas que atuam em diversos órgãos da administração pública e membros da academia de diversas regiões do país. Já o livro “Controle da Eficiência do Gasto Orçamentário” tem o seu foco no controle da execução orçamentária, acrescentando outros assuntos relevantes diante do interesse cada vez maior do cidadão contribuinte e dos usuários dos serviços públicos, que não recebem a contrapartida equivalente dos impostos que pagam, segundo a autora.

ANTONIO LUCIDIO BORGES MOREIRA
ANTONIO LUCIDIO BORGES MOREIRA disse:
10/10/2016 19h06
CONCORDO TEM QUE HAVER CONTROLE SIM APOIADO.
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.