CAPACITAÇÃO - Câmara de Salvador e Interlegis criam oficina sobre Ouvidoria Parlamentar

por laborges — publicado 05/12/2011 16h30, última modificação 13/02/2014 12h57
A decisão foi tomada em reunião realizada na sexta-feira, dia 2, da qual participaram a vereadora Olívia Santana, ouvidora da Casa, e o diretor de Formação e Atendimento do Interlegis, Francisco Etelvino Biondo. A primeira oficina já está marcada para março do ano que vem.
CAPACITAÇÃO - Câmara de Salvador e Interlegis criam oficina sobre Ouvidoria Parlamentar

Câmara de Salvador - fachada


Já está marcada para março de 2012 a primeira oficina sobre a criação de Ouvidorias Parlamentares, um novo projeto que será desenvolvido pelo Interlegis e a Câmara Municipal de Salvador. A decisão foi tomada em reunião realizada na sexta-feira, dia 2, da qual participaram a vereadora Olívia Santana, ouvidora da Câmara de Salvador, servidores da Câmara e da Assembleia Legislativa da Bahia ligados à questão, e o diretor da Subsecretaria de Formação e Atendimento à Comunidade Legislativa do Interlegis, Francisco Etelvino Biondo.

A oficina pretende ensinar, em primeiro lugar, as casas legislativas da Bahia conveniadas ao Interlegis a montarem suas ouvidorias parlamentares. O projeto deve ser, depois, estendido a outros Estados.

Criada em 2005, a Ouvidoria de Salvador tem como objetivo "receber, examinar, encaminhar e acompanhar as reclamações, críticas e sugestões de pessoas físicas e jurídicas relativas ao funcionamento da Câmara e dos demais serviços prestados pelo Poder Público municipal", de acordo com a resolução que regulamentou a criação do órgão. O acesso à Ouvidoria pode ser feito pessoalmente, por telefone (71 3320-0438), por e-mail (ouvidoriacms@cms.ba.gov.br) ou pelo site (www.cms.ba.gov.br)

Na mesma ocasião, a Câmara fará uma apresentação sobre o seu processo de qualificação ISO 9000, título que ostenta desde 2007, conferido nas áreas de processos legislativo, administrativo, financeiro, de informática e de recursos humanos.

Também haverá uma oficina de arquivo, com aspectos relacionados à requalificação de arquivos e digitalização de documentos.

Participaram da reunião, além de Olívia Santana e Francisco Biondo, Alberto César, da Assembleia Legislativa, Lúcia Afonso Ribeiro, do Centro Digital de Cidadania, Cláudia Patrícia Diniz Coreia, da Ouvidoria, Paulo Roberto de Araújo, chefe de expediente, Vera Maria Lima Brandão, gerente de gestão de qualidade - todos da Câmara de Salvador - e Wellington Marques, da Câmara de Irecê.

rizia
rizia disse:
07/12/2011 15h55

Gostei muito desta matéria. Fiz o curso de ouvidoria no anbiente legislativo e gostei muito. Como trabalho em uma ouvidoria, acredito que será de grande valia esta oficina, por isso quero participar. Excelente iniciativa! Rízia Cristina

Comentários foram desativados.