PARCERIA - Câmara dos Deputados e Interlegis juntos para a implantação do projeto .leg.br

por Luiz Carlos Santana de Freitas publicado 28/07/2011 17h51, última modificação 04/08/2011 09h35
O Diretor-Geral da Câmara dos Deputados, Rogério Ventura Teixeira, decidiu mobilizar a área técnica da Casa, para viabilizar a migração para o novo padrão de domínio na internet, específico para atender o Poder Legislativo. O Interlegis já está usando experimentalmente o .leg.br na sua página principal. O TCU também estuda implantar a inovação.
PARCERIA -  Câmara dos Deputados e  Interlegis juntos para a implantação do projeto .leg.br

Diretores do Interlegis e da Câmara dos Deputados acertam migração para o padrão .leg.br - 28/07/2011

A decisão de estudar a adoção do sistema .leg.br foi tomada durante reunião com o Interlegis, nesta quinta-feira, 28 de julho, no gabinete da Diretoria-Geral da Câmara dos Deputados. 

O projeto vai uniformizar os endereços dos legislativos na internet (todas as casas legislativas e órgãos afins poderão utilizar a terminação .leg.br), agilizar e padronizar a identificação dos domínios e desburocratizar o atendimento no âmbito parlamentar.

Outro ponto de destaque é a independência proporcionada em relação ao Poder Executivo que, em alguns estados, tem definido, arbitrariamente, as regras, dificultando a criação dos domínios das casas legislativas.

Rogério Ventura Teixeira recebeu muito bem a ideia. Ele informou que pretende consultar a área técnica da Câmara, para iniciar os procedimentos, para que o acesso ao portal da Casa passe a ser www.camara.leg.br.

Segundo o diretor do Interlegis, Haroldo Tajra, trata-se de um grande passo para a implantação definitiva do novo sistema de domínios no ambiente legislativo, devido ao peso institucional da Câmara dos Deputados.

O diretor tem feito contatos com a alta administração do Tribunal de Contas da União e do Senado, com o objetivo de sensibilizar os gestores a também mudarem os domínios do órgão na internet para .leg.br

O TCU já estuda a possibilidade de implantar a inovação.

A ideia é fazer um lançamento conjunto, em breve, envolvendo Câmara, Senado e TCU, assim que os ajustes técnicos e institucionais sejam concluídos.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.