REFORMA POLÍTICA - Relatório será entregue na quarta-feira

por laborges — publicado 08/04/2011 15h39, última modificação 08/04/2011 15h40
Depois de 45 dias de análises, a Comissão da Reforma Política encerrou seus trabalhos dentro do prazo, conforme frisou o presidente Francisco Dornelles. Os parlamentares selecionaram propostas em tramitação no Senado, disse ele, e a vontade da maioria prevaleceu sobre os 12 pontos debatidos.

Comissão encerra seu trabalho. Veja na matéria da Agência Senado e acompanhe no infográfico todos os pontos aprovados.

INFO | O que já foi aprovado


O presidente do Senado, José Sarney, informou que vai receber, na próxima quarta-feira (13), do presidente da Comissão de Reforma Política, senador Francisco Dornelles (PP-RJ), o relatório final com os 12 temas aprovados pelo colegiado. Segundo Sarney, a própria comissão terá mais 30 dias, a partir da entrega do documento, para formular proposições sobre os assuntos examinados.

- Eu pretendo dar mais 30 dias para que eles formulem decisões por meio de projetos de lei ou de [propostas] de emendas constitucionais. É uma vontade que nós estamos tendo da classe política, dos senadores, para enfrentar esse problema e tentar resolvê-lo - assinalou.

Ao ser indagado sobre a possibilidade das mudanças entrarem em vigor apenas em 2014, e não em 2012, como a imprensa chegou a cogitar, Sarney disse que o "mais importante é que se caminhe, e não se fique parado nesse assunto".

Sarney explicou ainda que a proposta de reforma política será examinada pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) antes de chegar ao plenário.

Após 45 dias de funcionamento, a Comissão da Reforma Política encerrou seus trabalhos nesta quinta-feira (7) e, conforme Dornelles, prevaleceu a vontade da maioria sobre os 12 pontos debatidos.

Rodrigo Baptista / Agência Senado

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.