Pesquisadores do IPEA apresentam pesquisa sobre vereadores e propõem parceria ao Interlegis

por Luiz Carlos Santana de Freitas — publicado 07/12/2010 12h25, última modificação 09/12/2010 10h50

O Instituto de Pesquisas Aplicadas-IPEA, ligado à Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, está pesquisando aspectos importantes sobre a atividade político-parlamentar dos vereadores brasileiros. Os primeiros resultados foram apresentados a 22 técnicos do Interlegis na manhã de 7/12, numa palestra na sede do Programa, em Brasília.

Telma Venturelli, da Secretaria de Planejamento e Fomento, lembrou que o IPEA tem apoiado o Interlegis em algumas iniciativas, como na seleção das 700 câmaras municipais a serem atendidas na segunda fase do Programa. Destacou, ainda, que todas as pesquisas sobre o trabalho legislativo são relevantes, pois há poucos trabalhos publicados a respeito.

Venturelli ressaltou, ainda, que vários pontos levantados pela pesquisa apresentada combinam com o que foi apurado no Censo do Legislativo, publicado em 2006, e nos diagnósticos atualmente feitos pelos profissionais do Interlegis. 

Segundo os pesquisadores Acir Almeida e Félix Lopez, o foco da pesquisa é verificar qual a visão dos parlamentares municipais em relação à representação política, do ponto de vista formal, ou seja, se eles cumprem ou não sua atribuição constitucional de elaborar leis e fiscalizar os outros poderes, ou se preferem atender às demandas do eleitorado no sentido da prestação de serviços (clientelismo), procurando garantir o sucesso eleitoral.

A apresentação ao Interlegis serviu para abrir um diálogo, no sentido de buscar uma parceria efetiva entre as duas instituições. Os pesquisadores esclareceram que se tratava de uma pesquisa piloto, para calibrar medidas e conceitos, e determinar que tipos de coletas dedados devem ser feitos.

Foram entrevistados, pessoalmente, 37 vereadores (eram 38, mas um não quis colaborar) de quatro cidades mineiras, sendo uma pequena e pobre, uma grande e pobre, uma pequena e rica e outra grande e rica. Os resultados provisórios revelaram que, nos municípos,  a demanda por prestação de serviços (tratada pelos estudiosos como clientelismo) é maior nos municípios menores e mais pobres, do que nos maiores e mais ricos.

A expectativa é que no próximo ano, seja feita uma análise estatística com 12 cidades, num trabalho com mais de cem vereadores. Para isto, os técnicos do IPEA esperam firmar parceria com o Interlegis, para financiamento e intercâmbio de conteúdos e experiências.

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.