TI e capacitação em debate no Seminário do PML

por monicaco — publicado 05/08/2010 11h14, última modificação 05/08/2010 17h38
No segundo dia do Seminário de avaliação do Projeto de Modernização do Legislativo os temas abordados foram Tecnologia da Informação e Capacitação


O Seminário de avaliação do Projeto de Modernização do Legislativo, PML, prosseguiu nesta quarta-feira (4) quando foram debatidos assuntos da área de Tecnologia da Informação e capacitação de servidores das câmaras municipais.

 

O diretor da Subsecretaria de Planejamento e Fomento, Robison Gonçalves, falando sobre os cursos de capacitação disponíveis no Saberes, informou que  com os convênios firmados inclusive com o Conselho Nacional de Justiça, CNJ muitos cursos estão sendo disponibilizados e há previsão de um aumento considerável de alunos.

 

Mas defendeu a necessidade de se reduzir o numero de alunos por classe, pois entende que não é produtivo ter uma classe muito grande, prejudicando a qualidade do ensino.

Robison disse que também que está em estudo a transformação de alguns cursos a distancia em não-instrucionais, quer dizer sem tutoria, mas para isso é necessário um aprimoramento no material didático.

 

Outra idéia que o diretor da SSPFL apresentou foi a utilização do sistema de videoconferência do Interlegis para a capacitação principalmente de servidores das assembléias e câmaras municipais.

 

Robison abordou  o 2º Censo do Legislativo, previsto para acontecer em 2011. Informou da reunião que a diretoria do Interlegis teve no IBGE, quando se levantou a possibilidade do instituto desenvolver o trabalho , pois a seu ver, eles tem a tecnologia e a prática para o desenvolvimento eficaz das pesquisas.

 

 

Tecnologia da Informação

 

Outro assunto abordado foi sobre os produtos e serviços em tecnologia da informação que são oferecidos às casas legislativas.

 

O especialista em Tecnologia da Informação, Francisco Julio Rebelo explicou a diferença entre a telefonia convencional e a via internet, conhecida como voip que será oferecida às câmaras municipais.

Deu exemplos sobre o que vem a ser provedor de acesso, provedor de conteúdo e provedor multimídia.

 

Segundo Julio o provedor de acesso, apenas possibilita navegar na internet; o provedor de conteúdo permite que as casas legislativas ou demais usuários possam ter seu endereço na internet e o provedor multimídia permite uma maior capacidade de tráfego e acessos simultâneos aos portais sem trazer problemas

 

Julio lembrou que para uma casa legislativa ter um portal é preciso que o provedor tenha capacidade de pelo menos 1 mb para download ou upload, quer dizer , receber informação e transmitir informação com uma velocidade razoável.

 

Rebelo destacou que o Programa Interlegis já hospeda diversos portais na sede e que esse número poderá aumentar com a aquisição de novos servidores e isso, a seu ver, permitirá um crescente numero de acessos simultâneos sem qualquer problema.

 

Outro especialista em Tecnologia da Informação, Sesostris Vieira , apresentou os diversos produtos do Interlegis, e falou sobre a atualização do Sistema de Apoio ao Processo Legislativo, SAPL , por muitas casas legislativas.

 

Mas também apresentou outros produtos que estão em fase de elaboração como Sistema de Controle de Estoque, SMAT, SPDO, voltado para protocolo e tramitação de documentos.

 

Ao final, Sesostris sugeriu mudanças na parte de TI dos questionários que são respondidos pelas câmaras durante o diagnóstico.

 

Encerrando o seminário, o diretor do Interlegis, José Alexandre Girão manifestou a sua satisfação pelos resultados do encontro e lembrou que o Programa está sendo muito observado pela Casa e o que o próprio Banco Interamericano de Desenvolvimento, BID se mostra satisfeito com os resultados apresentados até agora.

 

Sobre o programa de cooperação internacional do governo brasileiro, Alexandre destacou a importância da visita de diretores ao Haiti e informou que estará presente a um evento que acontece em Montevidéu, quando o Interlegis será apresentado, como também o sistema de videoconferência que está sendo atualizado, com a aquisição de novos equipamentos.

 

Finalizando, José Alexandre disse que tudo o que está sendo desenvolvido no Programa, ficará disponível para que, se houver mudanças no próximo ano, não haja descontinuidade nem paralisação.

 

Primeiro Dia

 

O Seminário iniciou-se na terça-feira (3) quando foram apresentadas planos de ação na área de comunicação, pela Subsecretaria de Formação e Atendimento à Comunidade, SSFAC, para algumas casas que já assinaram o convenio e responderam ao formulário de diagnóstico.

Também foram abordadas questões administrativas do PML e depoimentos de equipes de diaganósticos  com o objetivo de melhorar os futuros trabalhos nas câmaras que ainda serão visitadas

 

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.