Interlegis sedia Seminário sobre Revisão do Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares

por Tâmara Monteiro — publicado 07/04/2010 18h02, última modificação 07/04/2010 18h40
O Seminário promovido pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado Federal antecede a Conferência de Revisão do Tratado de Não-Proliferação Nuclear (TNP), que acontecerá na sede da ONU, em maio.

Promovido pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado, aconteceu nesta quarta-feira,(7), no auditório Senador Antonio Carlos Magalhães, do Interlegis, o Seminário sobre a Revisão do Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares, que foi assinado por mais de 180 países.

O evento contou com a presença dos senadores Eduardo Azeredo e Inácio Arruda, além do Alto representante para questões de Desarmamento nas Nações Unidas, embaixador Sérgio Duarte Queiroz; a presidente do Conselho Mundial da Paz – CMP e do Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta Pela Paz – CEBRAPAZ, Socorro Gomes; o membro do conselho Português para a Paz e a Cooperação, professor Frederico Carvalho; o Professor do Instituto de Ciência Política e Relações Internacionais da Universidade de Brasília - UnB, Nielsen de Paula Pires e a Coordenadora para os Estados Unidos da América da Organização Prefeitos pela Paz e ativista da luta pela abolição das armas nucleares, Jackie Cabasso.

 O debate foi dividido em dois painéis. Pela manhã: “O desarmamento e a não proliferação nuclear frente à Conferência de revisão do TNP”. Após as cinco apresentações os expositores responderam perguntas da platéia e fizeram os devidos esclarecimentos.

Na parte da tarde a temática foi sobre o “Desenvolvimento científico e tecnológico da energia nuclear e seu papel no cenário internacional”, com participação de outros expositores.

As armas nucleares e o uso da energia nuclear constituem o tema principal da VIII Conferência das Partes de Revisão do Tratado sobre a Não-Proliferação de Armas Nucleares, que acontecerá em Nova York no próximo mês onde será avaliado o cumprimento dos compromissos assumidos pelas grandes potências acerca de desarmamentos, uso pacífico da tecnologia nuclear, entre outros

Realizada a cada cinco anos, a Conferência das Partes de Revisão do Tratado é o momento em que os Estados Signatários avaliam o cumprimento dos compromissos assumidos com o Tratado e estabelecem políticas dirigidas ao desarmamento e à não proliferação de armas nucleares.

Saiba mais sobre o Tratado acessando o site das Nações Unidas no Brasil: http://www.onu-brasil.org.br/doc_armas_nucleares.php

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.