Diretor executivo fala sobre primeiro convênio assinado com Interlegis II

por Tâmara Monteiro — publicado 12/03/2010 17h06, última modificação 12/03/2010 17h49
O diretor executivo do Programa Interlegis, José Alexandre Girão Mota da Silva,em entrevista ao portal do programa, fala sobre o primeiro convênio assinado, nesta quinta-feira, com uma casa legislativa

O diretor executivo do Programa Interlegis, José Alexandre Girão Mota da Silva, concedeu entrevista ao Portal Interlegis, oportunidade em que falou sobre a assinatura, nesta quinta-feira (11), do primeiro convênio com uma casa legislativa com vistas à segunda fase do Programa.

A primeira casa foi a Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul em solenidade que contou com a presença dos representantes das câmaras de Alegrete, Caxias do Sul, Carazinho, Jaguarão, Lagoa Vermelha, Santa Cruz do Sul, Santo Ângelo, Uruguaiana, Santa Maria, Charqueadas, Barra do Ribeiro, São Francisco de Assis, entre outros. Representando o Interlegis esteve presente também o diretor da Subsecretaria de Planejamento e Fomento, Robison Gonçalves.

1 – Como foi a reunião na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul?

O evento na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul foi excelente. A organização foi muito bem feita, tivemos a participação tanto do presidente da Casa, deputado Giovani Cherini, como de vereadores e presidentes das câmaras municipais gaúchas. O superintendente legislativo da Assembléia, Pedro Sérgio Rebés Guimarães, e os representantes do Interlegis no estado, Fernando Sodré e Luiz Antônio nos assessoraram e colaboraram com o que foi preciso durante todo o evento. Todos se mostraram muito comprometidos. Me surpreendeu a quantidade de  municípios presentes, dezoito.

 

2 – Houve a formalização do convênio para que a Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul participe do Programa Interlegis II?

Houve a assinatura do primeiro convênio firmado entre o Interlegis e uma Casa Legislativa para a segunda fase do Programa Interlegis. A Assembléia Legislativa do RS será contemplada com o recebimento de novos equipamentos de videoconferência. Houve, também, uma reunião de sensibilização com os representantes das câmaras municipais da região. Estamos aguardando os presidentes das câmaras enviarem a solicitação de adesão e participação no Projeto de Modernização do Legislativo para enviarmos uma equipe que realizará um diagnóstico.

 

3 – Qual a expectativa de todos em relação ao Interlegis?

O presidente da Assembléia, deputado Giovani Cherini, elogiou bastante o trabalho do Interlegis e falou que essa divulgação de tecnologia e informação é um objetivo da administração dele. Todos foram muito participativos, com perguntas sobre o Programa. As Câmaras municipais do estado são muito bem preparadas e equipadas. O município de Agudo utiliza o nosso portal modelo e participa, inclusive do grupo de discussão GITEC. Percebemos o interesse das pessoas presentes em saber quais os produtos serão entregues, quais áreas a ser abordadas na capacitação, se os cursos serão presenciais ou a distância, quais os programas de softwares que serão disponibilizados.

 

4 – Quais serão os próximos estados a ter reuniões de sensibilização para participar do Projeto de Modernização do Legislativo?

Já temos reuniões programadas nos estados de Tocantins e Amazonas e, provavelmente, Ceará e Bahia. Em decorrência da Primeira reunião de sensibilização que aconteceu em Goiânia no início do mês, já temos prevista a realização do diagnóstico em dois municípios goianos na primeira semana de abril.

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.