Seminário "O Cerrado é a nossa casa".

por Senado Verde — publicado 24/09/2009 19h17, última modificação 28/09/2009 15h04
O Programa Senado Verde promove nesta terça-feira (29), seminário "O Cerrado é a nossa casa". O evento acontece no auditório do Programa Interlegis. Quem desejar assistir por videostreaming basta clicar no link acima da matéria


Assista aqui por videostreaming

O Programa Senado Verde promove nesta terça-feira (29) o seminário "O Cerrado é a nossa casa". O objetivo é discutir com autoridades, especialistas e interessados temas como a legislação, a biodiversidade, o desmatamento, a conservação e o futuro do segundo maior bioma do país, que ocupa quase um quarto do território brasileiro e está presente em 11 estados.

O evento no auditório do Interlegis, no Senado Federal, vai homenagear a professora do Departamento de Engenharia Florestal da Universidade de Brasília (UnB) Jeanine Maria Felfili Fagg, que faleceu dia 13 de julho. A pesquisadora era reconhecida por sua produção científica e pela defesa do meio ambiente em especial do Cerrado.

Programação do seminário “o Cerrado é a nossa casa” e resumo do currículo dos convidados.

Abertura: 9h20

Convidados:

Presidente do Senado Federal, Senador José Sarney (a confirmar)

Primeiro Secretário do Senado Federal, Senador Heráclito Fortes (a confirmar)

Presidente de Honra do Programa Senado Verde, Senadora Serys Slhessarenko

Presidente da Frente Parlamentar Ambientalista, Deputado Federal Sarney Filho

Diretor Geral do Senado Federal, Haroldo Tajra

 

Homenagem  à professora Jeanine Felfili 

- Jeanine Felfili era professora do Departamento de Engenharia Florestal da Universidade de Brasília (UnB) desde 1983 e reconhecida por sua luta em favor do meio ambiente e do Cerrado. 

Atuou como presidente da Associação dos Moradores do Park Way e foi uma das criadoras da ONG Instituto Vida Verde. O grupo mobilizava voluntários para recuperar áreas de mata de galeria degradadas.

Sua intensa produção serve de grande referência na área de biodiversidade. Ela publicou mais de 100 artigos em revistas científicas, além de 26 livros. Obstinada e generosa, seus ensinamentos foram compartilhados com seus colegas e alunos. A professora orientou 17 teses de doutorado, 24 de mestrado e mais de 200 alunos de graduação.

Jeanine Felfili também foi uma militante na aprovação da Proposta de Emenda à Constituição que inclui o Cerrado entre os biomas considerados patrimônio nacional. A proposta em debate há 14 anos no Congresso Nacional garante ao Cerrado o mesmo sistema de proteção da Floresta Amazônica, Mata Atlântica, Serra do Mar, Pantanal e Zona Costeira. O artigo 225 da Constituição Federal só permite que as áreas desses patrimônios  sejam utilizadas “dentro de condições que assegurem a preservação do meio ambiente e o uso dos recursos naturais”.

Familiares convidados:

Christother Fagg (esposo),

Cristine Felfili (irmã)

Victor Felfili Aragão (sobrinho)

Juliana Fagg (filha)- Tel: 3380 3480 / 99634584

Emma Fagg (filha)

 

Lançamento do II Concurso de Fotografias do Legislativo Federal - “O Cerrado é a nossa casa”.

 

Primeira Mesa:

Mediador: José Carlos Sigmaringa, jornalista do programa Sintonia Ambiental, da Rádio Senado

- O jornalista José Carlos Sigmaringa, da Rádio Senado Ondas Curtas, é apresentador e editor do programa Sintonia Ambiental, um espaço aberto para discutir a conservação do meio ambiente, com entrevistas sobre ações e políticas sustentáveis.

Outra iniciativa de José Carlos Sigmaringa foi a criação do "Balcão de Sementes", que incentiva a troca de sementes de árvores nativas de várias regiões para o reflorestamento de áreas degradadas. Na prática, o Balcão recebe as sementes de ouvintes e as reenvia aos interessados em plantá-las. As espécies solicitadas são remetidas juntamente com informações sobre as plantas, produção de mudas e manejo no campo.

 

Convidados:

Nicolas Behr, poeta e dono do viveiro Pau Brasília. Falará sobre “A paisagem e a beleza do Cerrado”.

- Filho de fazendeiro, o poeta e ambientalista Nicolas Behr nasceu em Cuiabá, cursou o primário em Diamantino, no Mato Grosso, queria ser geólogo e garimpava quartzo em suas andanças de criança. Mudou-se para Brasília aos 10 anos. Aos 19 anos, lançou seu primeiro livro mimeografado, “Iogurte com Farinha”, que vendeu 8.000 exemplares de mão em mão. Nos três anos seguintes, publicou outros 13 livros. Nesse meio tempo, foi preso pelo Dops, processado por porte de material pornográfico, julgado e absolvido.

Foi redator em agências de publicidade, fundou o MOVE – Movimento Ecológico de Brasília, a primeira ONG ambientalista da Capital, e trabalhou na FUNATURA – Fundação Pró-Natureza – onde ficou até 1990. Há quase vinte anos dedica-se profissionalmente ao seu antigo hobby: a produção de espécies nativas do cerrado. Também é co-autor do livro “ Palmeiras no Brasil”. A partir de 1993, voltou a publicar seus livros de poesia. É sócio- proprietário da Pau-Brasília Viveiro Eco.loja.

 

Manoel Cláudio, professor da Universidade de Brasília (UnB) e autor do livro “Cem árvores do Cerrado”. Falará sobre “O Cerrado e a biodiversidade”.

Manoel Cláudio é engenheiro florestal e biólogo pela Universidade de Brasília, mestre em Ciências Florestal pela Universidade Federal de Viçosa e doutor em Ecologia Florestal pela Universidade de Edimburgo, na Escócia.. Atualmente é professor titular da Universidade de Brasília. Entre suas atividades, participa de pesquisas sobre “Conservação e manejo do Bioma Cerrado” e da “Rede de sementes do Cerrado”. É autor do livro “Cem árvores do Cerrado” e “Mais cem árvores do Cerrado”.  

Mercedes Bustamante, professora da UnB e coordenadora do ComCerrado: Falará sobre "Mudanças ambientais globais e o Cerrado - Ciência e Tecnologia para uso sustentável e conservação do Cerrado (Rede ComCerrado)"

- Mercedes Maria da Cunha Bustamante é bióloga pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1984), mestre em Ciências Agrárias pela Universidade Federal de Viçosa e doutora em Geobotânica pela  Universidade de Trier, na Alemanha.

Atualmente é professora da Universidade de Brasília. Atua no Laboratório de Ecologia em estudos sobre desmatamento, uso do solo e impacto das atividades humanas no Cerrado. Coordenadora da rede de pesquisa ComCerrado, Mercedes está entre os cientistas autores do relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), que alertou o mundo sobre os riscos do aumento da temperatura na Terra. O trabalho venceu o prêmio Nobel da Paz 2007.

 

 2ª mesa: Primeiro Bloco

Mediador: César Mendes é jornalista e diretor de documentários para televisão. Ex-professor da Faculdade de Comunicação da UnB, trabalha na TV Senado desde 1998. Já Coordenou o Núcleo de Documentários da TV Senado (2007-2009) e atualmente dirige e apresenta o programa EcoSenado, no ar desde 2006, que aborda iniciativas para a preservação do meio ambiente e a promoção do desenvolvimento sustentável.

O EcoSenado visita áreas de proteção ambiental e aborda temas como tráfico de animais silvestres, monitoramento da qualidade do ar, desmatamento, incêndios florestais e as formas limpas de geração de energia.

 

Convidados:

José Felipe Ribeiro, pesquisador da Embrapa e coordenador do projeto Conservação e Manejo da Biodiversidade do Bioma Cerrado – CMBBC. Falará sobre “Ecologia e sustentabilidade”.

- José Felipe Ribeiro é biólogo pela Universidade Estadual de Campinas, mestre em Ecologia pela Universidade de Brasília e doutor em Ecologia pela Universidade da Califórnia, DAVIS. Atualmente é professor dos cursos de mestrado e doutorado em Ecologia e de Botânica da Universidade de Brasília. José Felipe Ribeiro é pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, a Embrapa, há mais de trinta anos e coordena o projeto Conservação e Manejo da Biodiversidade do Bioma Cerrado. Publicou diversos trabalhos em livros como “Cerrado: Ecologia e Flora e Recuperação de Matas de Galeria”.

 

Eustáquio José Reis – Economista e diretor do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas – IPEA. Falará sobre “Agricultura e Meio Ambiente no Bioma Cerrado”.

- Eustáquio José Reis é economista formado pela Universidade Federal de Minas Gerais, mestre pela Escola de Pós-Graduação em Economia, da Fundação Getúlio Vargas, e doutor pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts, MIT, nos Estados Unidos.

É pesquisador do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas desde 1975, já foi diretor de Estudos Macroeconômicos e editor de Pesquisa e Planejamento Econômico. Foi professor de Economia Internacional na PUC, do Rio de Janeiro, da Universidade Federal Fluminense e, dá aulas no Centro de Estudos e de Pesquisas sobre o Desenvolvimento Internacional, em Clermont-Ferrand, na França. Eustáquio José Reis é membro do Conselho Consultivo da UNCTAD, a Conferência das Nações Unidas para Comércio e Desenvolvimento, em Genebra, na Suíça. Há mais de dez anos é coordenador do Núcleo de Estudos e Modelos Espaciais Sistêmicos (NEMESIS/PRONEX). Suas áreas de interesse incluem Macroeconomia, História Econômica, Economia Regional e Economia dos Recursos Naturais, onde se dedica aos problemas de desflorestamento da Amazônia brasileira.

 

Edson Eyji Sano – pesquisador da Embrapa nas áreas de Agronomia e Meio Ambiente. Falará sobre “Informações geográficas e aplicações na agricultura do Cerrado”.

- Edson Sano é geólogo pela Universidade de São Paulo, mestre em Sensoriamento Remoto pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE, e doutor em Ciência do Solo pela Universidade do Arizona, nos Estados Unidos.

Atualmente é pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária e desenvolve pesquisas em Agronomia e Meio Ambiente com base em processamento e análise de dados de sensoriamento remoto e geotecnologia, com ênfase no bioma Cerrado. É co-editor do livro "Sistema de Informações Geográficas. Aplicações na Agricultura". É professor nos programas de pós-graduação em Geociências da Universidade de Brasília, de Ciências Ambientais na Universidade Federal de Goiás e de Ciências Exatas na Universidade Estadual de Feira de Santana.

 

Antonio Fabio Ribeiro, empresário e presidente do Grupo Anfari. Falará sobre “O Cerrado e o agronegócio”.

- Antonio Fabio Ribeiro é engenheiro e empresário no ramo da agropecuária, turismo rural e tecnologia da informação. Já foi professor universitário, ministro do Tribunal Superior do Trabalho, presidente da Federação das Indústrias do Distrito Federal – Fibra, vice-presidente da Confederação Nacional, secretário de Indústria e Comércio do Estado de Goiás  e secretário  para o Desenvolvimento da Ciência e Tecnologia Governo do Distrito Federal.

 

2ª mesa: Segundo Bloco

Tema:  “Legislação Ambiental e Inclusão do Cerrado como patrimônio nacional”.

Apresentação: Carmen Scavazzini é consultora legislativa do Senado Federal,  bióloga, formada na Universidade de São Paulo, e mestre em Ecologia pela Universidade de Brasília. Lecionou no Ensino Médio; foi professora e pesquisadora no Instituto de Biociências da UnB e gerente de Licenciamento e Fiscalização Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente do Distrito Federal.

 

Debatedores: Deputado Federal Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) e Senadora Kátia Abreu (DEM-TO).

 

Encerramento: Apresentação musical de Carlinhos Veiga e coquetel com produtos do Cerrado

Carlinhos Veiga nasceu em Goiânia e herdou a musicalidade de família. Iniciou sua carreira nos anos 80, marcada pelo compromisso com as raízes culturais brasileiras.

Embora a música de Carlinhos Veiga seja baseada em instrumentos característicos da sonoridade regionalista, como a viola caipira e de cocho, o acordeom, as percussões, seu trabalho tem, ao mesmo tempo, a influência da música de raiz e de artistas consagrados da música popular brasileira. Carlinhos não é purista. Revela em sua obra a confluência dos estilos com os quais convive. O resultado dessa caminhada pode ser percebido em seus seis CDs.

Flor do Cerrado, de 2007, é o seu último trabalho. Além dos palcos de Brasília, como o Teatro Martins Pena e o Clube do Choro, nos últimos anos Carlinhos Veiga se apresentou em diversas cidades do Brasil e em países como Angola, Estados Unidos, Portugal e Itália.



Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.