Dia da Mentira ameaça computadores

por Equipe Portal Interlegis — publicado 31/03/2009 14h50, última modificação 31/03/2009 17h11
Colaboradores: FONTE: Público.pt/
Os especialistas em informática temem que o dia 1º de abril, conhecido por ser o dia da mentira, poderá trazer uma ameaça para os computadores, o vírus "Conficker"

LEIA MAIS AQUI

O“Conficker é um vírus que pode infectar o computador e espalhar-se para outros computadores automaticamente através da rede, sem interação humana”.

O vírus é comparado ao “bug do milênio”, que tanto foi falado na passagem do ano 1999 para 2000, e que não aconteceu. Ainda assim, a mesma fonte revela que este vírus pode já ter infectado entre 5 milhões e 10 milhões de computadores.

Apesar dos aparelhos ainda não terem dado muitos sintomas, Don DeBolt, diretor da unidade que se destina a investigar ameaças da tecnológica norte-americana CA, defende que, amanhã, um computador central está programado para controlar estas máquinas, que define como “zoombies”.

os especialistas alertam que se o computador “não tiver instalado as últimas atualizações da Microsoft e do seu antivírus, e se tiver algumas pastas compartilhadas, o vírus Conficker pode conseguir uma execução à distância.”

Essa execução permitirá ao “pirata informático” ter controle do computador e utilizá-lo para fins maliciosos.

Ainda assim, um antivírus poderá detectar e bloquear o acesso do Conficker, o que faz com que os que tem um programa atualizado corram um risco muito mais reduzido.

Para combater este vírus uma grande empresa de computadores oferece, desde fevereiro, uma recompensa de 250 mil dólares para quem descobrir quem desenvolveu o Conficker.


Jean Ferri
Jean Ferri disse:
01/04/2009 21h07

Por esse e outros motivos a melhor opção é usar software livre e o sistema operacional GNU/Linux, que não é afetado por essas pragas virtuais, ao contrário do Windows, que é um sistema extremamente INseguro.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.