Balanço do Disque 100 aponta aumento em 80% das denúncias em 2007

por brendaortiz — publicado 24/01/2008 13h19, última modificação 24/01/2008 13h19
Em 2007, o serviço recebeu 24.924 denúncias de violências contra crianças e adolescentes enquanto em 2006 foram 13.823

O número de denúncias do Disque 100, coordenado pela Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República (SEDH/PR), aumentou 80% em 2007 comparado com 2006. Em 2007, o serviço recebeu 24.924 denúncias de violências contra crianças e adolescentes enquanto em 2006 foram 13.823. Os Estados que mais denunciaram no ano passado foram São Paulo, Bahia, Minas Gerais e Rio de Janeiro.
 

O aumento das denúncias reflete a consciência da população. "A sociedade brasileira  não tolera mais a violência, inclusive a exploração sexual de crianças e adolescentes, que até então  era banalizada em nosso país. O silêncio começa a ser rompido na medida em que todos se sentem como responsáveis por enfrentar essa situação", ressalta a subsecretaria de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente, Carmen Oliveira.  Ressalta ainda que o aumento é comemorado pelo movimento de defesa dos direitos da criança e do adolescente também por terem estimulado a criação de mecanismos de denúncia em vários estados brasileiros.   
 

A violência física e psicológica lidera o número de denúncias, seguidas por negligência, abuso sexual, exploração sexual comercial, pornografia e tráfego de pessoa. Segundo Carmen, em uma denúncia pode-se registrar mais de um tipo de violência sofrida por uma ou mais vítimas. "Uma denúncia pode, portanto, envolver inúmeras vítimas e diferentes tipos de violência", ressalta.   Desde que o Governo Federal implantou o serviço, em 2003, os números de atendimentos e denúncias recebidas aumentam a cada ano. Enquanto em 2003 o serviço recebeu 4.494 denúncias, em 2007 esse número chegou a 24.924. Em cinco anos, são mais de 52 mil denúncias e 1,6 milhão de ligações atendidas - entre elas dúvidas, opiniões e sugestões.
 

O objetivo do Disque 100, coordenado pela SEDH/PR em parceria com a Petrobras e o Centro de Referência, Estudos e Ações sobre Crianças e Adolescentes (Cecria), é receber denúncias de violência contra crianças e adolescentes e interromper a situação revelada. As denúncias são recebidas e encaminhadas de segunda-feira a domingo, inclusive feriados, das 8h às 22h. O encaminhamento das denúncias é feito para a rede de proteção e responsabilização do local onde a vítima se encontra. A denúncia será encaminhada para o órgão mais adequado à situação, como o conselho tutelar, delegacias de proteção ou polícia civil, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal. Todas elas são encaminhadas também para o Ministério Público para acompanhamento dos seus resultados.  A ligação é gratuita e o denunciante não precisa se identificar.

 

Maiores informações nos sites: www.sedh.gov.br ou http://www.sedh.gov.br/

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.