Congresso Nacional homenageia o centenário de Oscar Niemeyer

por guilhermeguedes — publicado 20/12/2007 14h16, última modificação 20/12/2007 14h16
O arquiteto esteve presente à sessão por meio de videoconferência, realizada pelo Programa Interlegis, a partir de seu escritório no Rio de Janeiro. Pela primeira vez, uma videoconferência foi realizada no plenário do Senado Federal, externando o alcance do Poder Legislativo
Congresso Nacional homenageia o centenário de Oscar Niemeyer

Jane de Araújo/Agência Senado

Na quinta-feira (20), o Congresso Nacional realizou Sessão Especial em homenagem ao centenário do arquiteto Oscar Niemeyer. A sessão, inicialmente exclusiva do Senado Federal, transformou-se em sessão do Congresso Nacional por requerimento do senador Inácio Arruda, unindo o Senado Federal e a Câmara dos Deputados no plenário do Senado.

A mesa foi composta pelo presidente do Senado Federal, Garibaldi Alves Filho, pelo presidente da Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia, pelo presidente da Fundação Oscar Niemeyer, senador Marco Maciel, pelo neto do homenageado, Carlos Oscar Niemeyer Magalhães, e por Edenise de Sousa, representante da Fundação Oscar Niemeyer.

Na abertura da sessão, o presidente do Senado, o senador Garibaldi Alves, destacou a necessidade de homenagem ao arquiteto não só pelo Senado Federal, mas por todo o Congresso Nacional. O presidente da Câmara, deputado Arlindo Chinaglia, também realizou sua homenagem, destacando o papel de Niemeyer na vida política brasileira. A sessão seguiu com os pronunciamentos e homenagens de muitos outros senadores.

Oscar Niemeyer participou da sessão diretamente do seu escritório no Rio de Janeiro, através de videoconferência realizada pelo Programa Interlegis. Pela primeira vez, o homenageado de uma Sessão Especial esteve presente a uma sessão de forma virtual. Foi também a primeira videoconferência realizada no plenário do Senado Federal, externando o alcance do Poder Legislativo.

O arquiteto, que completou 100 anos no último dia 15, é um dos nomes mais influentes da arquitetura mundial. Entre seus projetos de maior destaque, estão o Memorial da América Latina, em São Paulo (SP), e o Museu de Arte Contemporânea, em Niterói (RJ), além de ter sido o responsável pelos prédios e monumentos da capital federal, à época da construção de Brasília, incluindo o Congresso Nacional.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.