Ciclo de Debates sobre o São Francisco reúne especialistas na ALMG

por brendaortiz — publicado 19/11/2007 17h47, última modificação 19/11/2007 17h47
Assembléia Legislativa de Minas Gerais promove o ciclo de debates “O Rio São Francisco e o Desenvolvimento Sustentável do Semi-árido”

O polêmico projeto de transposição do Rio São Francisco é um dos temas do Ciclo de Debates "O Rio São Francisco e o Desenvolvimento Sustentável do Semi-Árido", a ser realizado pela Assembléia Legislativa de Minas Gerais, nesta quarta e quinta-feira (21 e 22), no Plenário da Casa. O evento terá o objetivo também de discutir a situação do semi-árido brasileiro, as ações e alternativas para o desenvolvimento sustentável dessa região, bem como a revitalização da bacia do rio da integração nacional.

 

Quatorze entidades ligadas à questão ambiental estão envolvidas na organização do evento, em parceria com a ALMG. A abertura do Ciclo de Debates, marcada para as 19 horas, contará com a presença do presidente da Assembléia, deputado Alberto Pinto Coelho (PP). Foram convidadas ainda especialistas e outras autoridades, como o ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima; a diretora-geral do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam), Cleide Pedrosa de Melo; e o presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do São Francisco, Antônio Matta Machado.

 

O deputado Fábio Avelar (PSC), vice-presidente da Comissão de Meio Ambiente da Assembléia, vai coordenar um dos debates. Para ele, o Ciclo vai proporcionar a oportunidade de que todas as dúvidas sobre o projeto de transposição sejam esclarecidas. "Devido ao expressivo impacto ambiental e social que pode resultar da transposição, tem de haver transparência e participação da sociedade. Além disso, pela descrença no sucesso da transposição para sanar os problemas do semi-árido brasileiro, os debates que serão promovidos também serão importantes para discutir alternativas realmente eficientes para o desenvolvimento da região", afirmou Frente Parlamentar - Opinião semelhante tem o deputado Gil Pereira (PP), que está articulando a criação de uma frente parlamentar em defesa do rio. Segundo ele, antes de o governo gastar milhões de reais na transposição, é necessário revitalizar o São Francisco e as matas ciliares. "O Norte de Minas está passando por graves problemas. Está virando um deserto. E isso a 200 quilômetros de Belo Horizonte", lamentou.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.