Embrapa: girassol pode suprir demanda de biodiesel

por Agência Estado — publicado 10/10/2007 10h19, última modificação 10/10/2007 10h22
Pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária afirma que o girassol é a melhor alternativa à soja para a produção de biodiesel no país

O girassol é a commodity com mais potencial para atender a demanda brasileira de biodiesel, depois da soja, disse hoje o pesquisador da Embrapa César de Castro. Segundo ele, o girassol agrega várias características que atendem ao programa do governo e também à iniciativa privada. "O girassol possui um elevado teor de óleo, é resistente à falta de água, tem alto grau de adaptabilidade em praticamente todo o País e possui um custo de produção menor que outras oleaginosas", disse.

Segundo ele, a produtividade do girassol supera os 3 mil kg por hectare em várias regiões brasileiras, o que é superior à produtividade dos maiores produtores do mundo, os russos. Ele ressalta, contudo, que existem apenas 100 mil hectares com girassol plantados no Brasil.

Castro disse que o dendê possui uma produtividade superior à do girassol, mas tem alta saturação, o que faz com que seu óleo se solidifique facilmente, dificultando o processo de produção. "Isto não acontece com o girassol", afirmou.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.