Senador Antonio Carlos Magalhães e o Interlegis

por monicaco — publicado 24/07/2007 11h31, última modificação 08/08/2007 10h50
O Programa Interlegis foi criado na gestão do então presidente do Senado, Antonio Carlos Magalhães. Por isto aqui nossas homenagens
ANTONIO CARLOS PEIXOTO DE MAGALHÃES
Nasceu em 4 de setembro de 1927, na cidade de Salvador, no Estado da Bahia, filho do professor Francisco Peixoto de Magalhães e de D. Helena Celestino Magalhães.

É casado com D. Arlete Maron de Magalhães, com quem teve quatro filhos: Antonio Carlos Peixoto de Magalhães Júnior, administrador, Teresa Helena Magalhães Mata Pires, assistente social, e, prematuramente falecidos, Luís Eduardo Maron de Magalhães, advogado e político, e Ana Lúcia Maron de Magalhães, advogada.

FORMAÇÃO ESCOLAR E UNIVERSITÁRIA
Fez o curso primário no Colégio Santo Antônio Maria Zacarias (Rio de Janeiro) e na Escola Jesus Maria José (Salvador); o ginasial e o colegial no Colégio Estadual da Bahia, então Ginásio da Bahia, e o superior na Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia, onde se diplomou em 1952, sendo orador oficial da turma.

REPRESENTAÇÃO ESTUDANTIL
Durante o curso secundário, foi presidente do grêmio do Ginásio da Bahia e na Universidade foi representante de série no Diretório Acadêmico da Faculdade de Medicina durante os seis anos do curso, bem como presidente do Diretório Central de Estudantes.

ATIVIDADES JORNALÍSTICAS
Jornalista profissional, foi por muito anos redator do jornal "Estado da Bahia", órgão dos Diários Associados.

OUTRAS ATIVIDADES PROFISSIONAIS
Redator de debates da Assembléia Legislativa da Bahia e médico do serviço público.

MAGISTÉRIO SUPERIOR
Assistente e depois professor adjunto da Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia.

ATIVIDADES POLÍTICAS E ADMINISTRATIVAS
Elegeu-se Deputado Estadual em 1954, da Assembléia Legislativa da Bahia, pela União Democrática Nacional
(UDN), tendo sido líder da UDN e membro de importantes Comissões, inclusive presidente das de Finanças e Orçamento.
Elegeu-se Deputado Federal em 1958, tendo sido reeleito em 1962 e em 1966, licenciando-se em 13 de fevereiro de 1967 para assumir a Prefeitura Municipal de Salvador.

Na Câmara de Deputados integrou várias Comissões, como as de Orçamento e Economia, Fiscalização Financeira, Educação e Saúde, Transporte e Minas e Energia. Foi presidente em exercício da Comissão de Inquérito da Câmara dos Deputados, de Reuniões Interparlamentares para Estudos e Conferências, nos Estados Unidos, Portugal, Espanha, Polônia, Iugoslávia e Itália. Foi presidente da União Democrática Nacional - Seção da Bahia - e o primeiro presidente da Aliança Renovadora Nacional, Seção da Bahia.

Nomeado PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SALVADOR , tomou posse e assumiu o exercício do cargo em 13 de fevereiro de 1967. Afastou-se em 2 de abril de 1970, para candidatar-se ao governo do estado.
Indicado como candidato ao governo do estado em 1970, foi eleito Governador em 3 de outubro do mesmo ano.

Em 15 de março de 1971, tomou posse e assumiu o cargo de GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA, exercendo-o até seu término, em 15 de março de 1975.

Em 6 de novembro de 1975, foi nomeado pelo Presidente da República para o cargo de presidente das Centrais Elétricas Brasileiras S.A. - ELETROBRÁS -, tomando posse e assumindo o exercício, respectivamente, em 14 e 19 do mesmo mês.

Nomeado membro do Conselho de Administração da ITAIPU BINACIONAL, por Decreto do Presidente da República, de 8 de janeiro de 1976, publicado no D.O.U. de 9 de janeiro mesmo ano, foi empossado no dia 15 do mesmo mês e reconduzido em 11 de maio de 1978.

Indicado como candidato ao GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA pelo Presidente da República , em 17 de abril de 1978, teve seu nome homologado pela Convenção Regional da Arena em 04 de junho de 1978. Foi eleito Governador pelo colégio eleitoral em 1o de setembro de 1978 e assumiu o governo em 15 de março de 1979, tendo terminado o período governamental em 15 de março de 1983.

Presidente da Fundação Bahiana para Estudos Econômicos e Sociais em 1983.
Nomeado MINISTRO DE ESTADO DAS COMUNICAÇÕES pelo Presidente da República, através do Decreto de 15 de março de 1985, ocupando o cargo até 15 de março de 1990.

Em 3 de outubro de 1980, foi eleito, no primeiro turno, GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA.

Eleito Senador em 1994, assumiu o mandato em 1995.

Eleito Presidente do Senado para o biênio 97/99.

Assumiu interinamente a Presidência da República de 15 a 22 de maio de 1998.

Foi reeleito Presidente do Senado Federal para o biênio 1999/2001.

Em 2002 foi reeleito para o Senado, assumindo o mandato no dia 1o de janeiro de 2002.

 

 





Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.