Na nova fase, Interlegis vai atender mais 2 mil municípios

por doranunes — publicado 17/07/2006 13h37, última modificação 21/07/2006 17h07
Representante do BID manifesta interesse da instituição em levar para países latino-americanos a experiência da comunidade virtual do Legislativo
Na nova fase, Interlegis vai atender mais 2 mil municípios

BID-SENADO

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) está considerando "com grande interesse" a concessão de um empréstimo, no valor de US$ 32 milhões (R$ 70,4 milhões), para a segunda fase do programa Interlegis – a comunidade virtual do Poder Legislativo. Nessa etapa, seriam aprimorados os sistemas de comunicação e de interatividade da rede; ampliados em cerca de 2 mil os municípios a receberem computadores; e ministrados treinamentos às câmaras de vereadores e assembléias legislativas, de modo a dar mais eficiência à fiscalização dos atos dos executivos municipais e estaduais.

– Esta tem sido uma experiência exitosa, que o banco quer seguir apoiando, até para transferir os conhecimentos obtidos no Brasil aos poderes legislativos de outros países latino-americanos – disse Pablo Valenti, especialista em Modernização do Estado do BID, durante encontro realizado ontem com o diretor-geral do Senado, Agaciel da Silva Maia; o diretor do Interlegis, Márcio Sampaio Leão Marques; o diretor da Secretaria de Comunicação Social, Armando Rollemberg; o diretor da TV Senado, James Gama; e o especialista em Reforma e Modernização do Estado do BID José Navia.

A segunda fase do Interlegis deverá contar com uma contrapartida do poder público brasileiro também no valor de US$ 32 milhões, mas o cronograma de liberações ainda está sendo estudado. O programa começou há sete anos com o objetivo de modernizar e integrar o Poder Legislativo nos níveis federal, estadual e municipal, e de promover maior transparência e interação desse Poder com a sociedade.

Segundo informe do programa, são utilizadas novas tecnologias de informação (internet, video-conferência e transmissão de dados), que permitem a comunicação e a troca de experiências entre as casas legislativas e os legisladores e o público, com o objetivo de ampliar a participação popular. O total de 2.948 câmaras municipais já receberam computadores e impressoras do Interlegis, para se ligar à internet, usar o correio eletrônico e colocar suas informações à disposição dos internautas. E todas as assembléias estaduais contam com salas de multiuso (20 computadores em rede) e salas de videoconferência totalmente equipadas.

– O apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento tem sido fundamental em um programa que coopera enormemente para o aprimoramento da democracia e a ampliação da cidadania – destacou Agaciel, ao lembrar que mais de 3.500 municípios já foram equipados com computadores. O Interlegis, informou, prepara agora a instalação do programa em escolas visando à inclusão digital da população.

TV digital

Armando Rollemberg anunciou que o Senado prepara um salto com a adoção do padrão digital de TV para transmissão em sinal aberto. A "multiprogramação", disse, incluirá produções do Interlegis e da Unilegis (Universidade do Legislativo). Até dezembro, a TV Senado tornará sua programação disponível em sinal aberto em Salvador, Recife, Rio de Janeiro, Fortaleza e Manaus.

 

Fonte: Reprodução Jornal do Senado


Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.