Câmara de Pindoretama (CE) vai receber oficina Interlegis de Marcos Jurídicos

por Debora Silva Barroso Pais publicado 23/04/2019 17h25, última modificação 24/04/2019 15h22
Conhecido como “princesinha do litoral”, município quer ajuda do Programa para ser referência em gestão pública

Em 31 anos de emancipação, a primeira visita de vereadores do município de Pindoretama, CE, à Brasília, foi marcada com uma reunião na sede do Interlegis, quando uma comitiva de quatro vereadores entregou solicitação para realização de oficinas Interlegis na Casa. O primeiro encontro será para o treinamento de revisão e atualização de regimentos internos e leis orgânicas, os marcos jurídicos dos municípios.

Além dela, a Câmara pretende também levar para a cidade os treinamentos para uso do Portal Modelo, Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL), Articulação e Compilação e e-Democracia.

O presidente da Casa, Albanes Fiúza, os secretários da Mesa, vereadores Adriana Albino e Célio Scipião, e a presidente da Comissão de Justiça e Redação, vereadora Natália Lima, entregaram ofício solicitando os treinamentos para o senador Cid Gomes (PDT-CE), que apoia a iniciativa de promover a modernização e a transparência nas casas legislativas.

O secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico da Câmara, Alison Freitas, e o advogado do Sindicato dos Servidores Municipais, Rômulo Bessa, acompanharam o grupo.

O servidor José Bonifácio de Góis Júnior destacou o avanço da Casa que conseguiu, em um espaço de um mês com a nova Diretoria, tornar-se referência para as casas vizinhas e elogiou o site da Câmara que mesmo sem treinamento conseguiu fazer uma página bastante funcional.

Transparência

Segundo Natália Lima, por meio do Programa Interlegis, os vereadores da Câmara Municipal de Pindoretama têm sido capazes de mostrar suas frentes de atuação à sociedade e, principalmente, aproximar a Casa dos cidadãos:

- “Nosso trabalho é silencioso. A gente pede, fiscaliza, cobra. Mas geralmente a sociedade não vê.  Agora, temos a oportunidade de mostrá-lo. Isso é algo que nos alegra muito” afirmou.

Já o vereador Célio Scipião, que contou que o apelido de “princesinha do litoral” do município foi dado pelo fato de ele priorizar a educação e a saúde pública, disse que a intenção, agora é torná-lo também referência de gestão pública.

. “É possível fazer uma boa política, voltada para as necessidades da sociedade e não dos interesses pessoais ou partidários. E podemos fazer isso com a ajuda do Interlegis”.